Representações de Juventude na Escola Família Agrícola Paulo Freire – Acaiaca-MG

Main Article Content

Marcella Nunes Cordeiro Costa
Sheila Maria Doula

Resumo

O presente artigo tem como objetivo mapear as principais representações sobre juventude e juventude rural no contexto educacional da Escola Família Agrícola Paulo Freire, localizada na cidade de Acaiaca, Zona da Mata de Minas Gerais. A perspectiva deste estudo é qualitativa. Portanto, foram realizadas 11 entrevistas semiestruturadas com estudantes e profissionais da escola e grupo focal com 30 estudantes do terceiro ano do ensino médio. Os dados foram analisados com ênfase nas teorias das representações sociais. Aspectos como responsabilidade, interesse em conhecer e aprender o novo, fazer amizades e comunicação foram as representações de juventude predominantes nesse meio escolar. Percebeu-se que os elementos que deram significação às representações são aspectos universais do "ser jovem". Por outro lado, também foram significantes as representações que abordaram as diferenças entre jovens rurais e jovens urbanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
Costa, M. N. C., & Doula, S. M. (2014). Representações de Juventude na Escola Família Agrícola Paulo Freire – Acaiaca-MG. Revista Brasileira Multidisciplinar - ReBraM, 17(1), 59-76. https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2014.v17i1.6
Seção
Artigos Originais
Biografia do Autor

Marcella Nunes Cordeiro Costa, Universidade Federal de Viçosa. Campus Universitário – Viçosa-MG

Mestranda Do Programa De Pós-Graduação Em Extensão Rural Do Departamento De Economia Rural

Sheila Maria Doula, Universidade Federal de Viçosa.

Professora do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural do Departamento de Economia Rural

Referências

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora Marco Zero Limitada, 1983.

CARNEIRO, Maria José. Juventude rural: projetos e valores. In: ABRAMO, W. ;

*CASTRO, E. G. Juventude Ruralno Brasil: processos de exclusão e a construção de um ator político. Revista Latino Americana de Ciências sociais, Niñes y juventud, v. 7, n.1, enero-junio, 2009a.

Os jovens estão indo embora? Juventude rurale construção de um ator político. Rio de Janeiro: Mauad X, 2009b.

DAYRELL, Juarez et al (Org.) Família, escola e juventude: olhares cruzados Brasil-Portugal. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

*DURKHEIM, Emile.; MAUSS, Marcel. Algumas formas primitivas de classificação. Contribuição para o estudo das representações coletivas. In:

Ensaios de Sociologia. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2001.

DURKHEIM, E. As formas elementares da vida religiosa: o sistema totêmico na Austrália. São Paulo: Paulus, 2008.

*FERREIRA, Brancolina;ALVES, Fábio. Juventude Rural: alguns impasses e sua importância para a agricultura familiar. In: CASTRO, Jorge Abrahão de (Org.). Juventude e Políticas sociais no Brasil. Brasília: Ipea, 2009.

FOERSTE, Erineu; JESUS, Janinha Jerke de. Escolas Familias Agrícolas: um projeto de educação específico para o campo. Disponível em:

Acesso em: 30/ 04/2013

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, Denise (Org.). As representações sociais. Trad. de Lilian Ulup. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2001.

MARTONI, P. P. (Org). Retratos da Juventude Brasileira: Análises de uma pesquisa nacional. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2008.

NASCIMENTO, Claudemiro Godoy. Escola Família Agrícola: umarespostaalternativa à educação do meio rural. Revista da UFG. v. 7, n. 1, 2005. Disponívelem:

<http://www.proec.ufg.br/revista_ufg/agro/ Q02_escola.html>Acesso em: 30/04/2013

PAULO, Maria de Assunção Lima de. Juventude Rural: suas construções identitárias. Recife: EDUFPE, 2011.

PAIS, J. M. A construção sociológica da juventude: alguns contributos. Revista Análise Social. v.25, 1990.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. Em busca de uma outra história: imaginando o imaginário. Revista Brasileira de História. v. 15, n. 29, 1995.

Catarina come gente: Imaginário. São Paulo:USP. 1998. (n.4)

PESSOTI, Alda L. Escola família agrícola: uma alternativa para o ensino rural. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1978.

*SILVA, Enid Rocha Andrade da ; ANDRADE, Carla Coelho de. Apolítica Nacionalde Juventude: avanços e dificuldades. In: CASTRO, Jorge Abrahão de (Org.). Juventude e Políticas sociais no Brasil. Brasília: Ipea, 2009.

WANDERLEY, M. N. B. Jovens rurais de pequenos municípios de Pernambuco: que sonhos para o futuro. In: CARNEIRO, M. J; CASTRO,

E.G. (Org). Juventude Rural em Perspectiva. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007, p. 21-33.

WEISHEIMER, N. Juventudes Rurais: mapa de estudos recentes. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2005.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)