https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/issue/feed Revista Brasileira Multidisciplinar 2021-01-10T00:00:00-02:00 Profa. Dra.Maria Lúcia Ribeiro revistauniara@uniara.com.br Open Journal Systems <div id="journalDescription"><p>A<strong> Revista Brasileira Multidisciplinar – ReBraM</strong> é uma das publicações do Núcleo de Produções Científicas da Uniara. É um periódico criado em 1997 (na ocasião denominado “Revista Uniara”) e, que desde então, sofreu grande evolução com o objetivo de aumentar a visibilidade e abrangência nacional e internacional, além de tornar o processo de submissão e publicação mais eficiente.</p><p>Publica artigos inéditos das mais diversas áreas da ciência que apresentem resultados originais de pesquisa, trabalhos de revisão, de divulgação, comunicações breves, resenhas nos idiomas português, inglês e espanhol produzidos por pesquisadores e/ou professores, alunos de pós-graduação, vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa nacionais e internacionais.</p><p>Com periodicidade quadrimestral, publicando cada uma de suas novas edições nos meses de Janeiro, Maio e Setembro, entretanto, o fluxo de recebimento de trabalhos é contínuo.</p><p>Todos os artigos submetidos à revista são submetidos à avaliação de consultores <em>ad hoc </em>com experiência na área do manuscrito.</p><p>Atualmente, este periódico está <strong>indexado nas seguintes bases de dados e buscadores:</strong> ; Base - Bielefeld Academic Search Engine (Approved); Latindex (Approved); Redib (Approved); OpenAire; PKP INDEX; Gale Cengage Learning; (Approved) ; Ebsco Host (Approved); DOAJ (Approved); Portal Periódicos CAPES/MEC (Approved); Sumários (Approved )Google Scholar; Funadesp; Redalyc (em avaliação); Dialnet (em avaliação); ErihPlus (em avaliação). Esses indexadores internacionais têm como objetivo promover a divulgação e visibilidade dos artigos publicados pela revista.</p><div> </div><div><p>Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos </p></div></div><div> <img src="/public/site/images/admuni2k/Marca-ABEC-Simples_10porcento.jpg" alt="" /></div><div> </div><div> </div><div><span>Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA) </span></div><div><span><br /></span></div><div><img src="/public/site/images/admuni2k/dora200pxcolor.jpg" alt="" /></div> https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1043 Toxicity by metsulfuron-methyl in the establishment of the soybean crop submitted to seed treatment 2020-07-22T17:58:38-03:00 Joice Aline Freiberg joice.freiberg@hotmail.com Marcos Paulo Ludwig marcos.ludwig@ibiruba.ifrs.edu.br <p>Different management strategies and products can be adopted for weed control and seed treatment. This study evaluated the effect of metsulfuron-methyl application on the establishment of soybean (<em>Glycine max</em> Merril. L) at two herbicide application times and in response to micronutrient and amino acid seed treatment. The soybean seeds, cultivar Nidera 5909, were submitted to the following treatments: control (without treatment); amino acid; micronutrient 1 (a product containing amino acids from seaweed, cobalt, and molybdenum) and micronutrient 2 (a product containing amino acids from seaweed). The sowing periods occurred 15 days after the herbicide application or immediately after its application. We evaluated the emergence of seedlings at seven and 14 days after sowing (DAS), and the dry matters of roots and shoots at 14 and 21 DAS. The metsulfuron-methyl affected the seedling emergence at seven days after the sowing in seed treated with micronutrient 1 immediately after the herbicide application. At 21 DAS, a reduction in the dry mass of seedling roots was observed, which sowing occurred immediately after the application of the herbicide. The application of metsulfuron-methyl at sowing may damage the establishment and performance of soybean seedlings. Therefore, it is important to carry out sowing respecting the period of carryover effects from the herbicide, in order to prevent phytotoxicity symptoms to the soybean crop.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/661 Qualidade da assistência de enfermagem prestada a pacientes oncológicos na percepção da família 2020-06-01T15:58:24-03:00 Simone Patrícia Melo michaelgabrielscc1210@hotmail.com Valderice Maria Falcão michaelgabrielscc1210@hotmail.com Michael Gabriel Barbosa michaelgabrielscc1210@hotmail.com Simone Martins Santos michaelgabrielscc1210@hotmail.com Severina Rodrigues Lins linsnina@hotmail.com <p>O enfermeiro que atua nas Unidades de Saúde tem posição de relevância, por desenvolverem um papel proativo em suas atividades. Por esses motivos ganham destaque como o profissional mais preparado e disponível para apoiar e orientar o paciente e a família na vivência do processo de doença, tratamento e reabilitação. O tratamento humanizado ao paciente oncológico não se aplica somente à doença, mas sim ao estado geral da pessoa que está sofrendo. Para sua eficácia é necessário, o interesse, competência e o diálogo do profissional, com o paciente e seus familiares. Finalizou-se, com esta pesquisa, traçar um perfil da equipe de enfermagem do ponto de vista do acompanhante de pacientes oncológicos, identificar como se dá sua prática e a satisfação dessa assistência, com o intuito de proporcionar a reflexão dos profissionais da área em relação a sua atuação diária e contribuir para o aperfeiçoamento da assistência da equipe ao paciente oncológico. As informações foram obtidas por meio de um questionário individual composto por 21 questões com perguntas claras e objetivas, elaborados pelas próprias pesquisadoras, abordando idade, sexo, grau de parentesco e questões acerca da assistência de enfermagem prestada aos pacientes acompanhados. Os resultados comprovam que os acompanhantes reconhecem a importância da equipe de enfermagem, ressaltando o bom acolhimento e orientação na atenção quanto opinião do acompanhante e do paciente. Os participantes da pesquisa concordam que a equipe de enfermagem proporciona segurança e confiança frente à assistência fornecida. Referem, ainda, que os itens imprescindíveis que devem ser considerados pela equipe são a humanização e a comunicação.</p><p> </p><p> </p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2020 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/696 A educação em debate: meio ambiente, escola e sociedade 2020-02-03T10:14:34-02:00 Mario Marcos Lopes mmarlopes@ig.com.br Emerson Benedito Ferreira emersonbenferreira@hotmail.com O presente trabalho é uma resenha da obra “Pesquisas em educação: meio ambiente, escola e sociedade”, que apresenta abordagens relacionadas a temática educação, tendo como eixo primordial: o meio ambiente, a escola e a sociedade. Verifica-se, no decorrer do texto, diferentes vozes, das mais pontuais as mais complexas, que estão intrinsecamente associados a uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade, sobretudo criativa. 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/688 Impacto do PIBID na formação dos bolsistas: que identidade docente o programa favorece 2019-12-09T18:42:37-02:00 Oriel de Oliveira e Silva oriel-17@hotmail.com Mario Marcos Lopes mmarlopes@ig.com.br Considerando a necessidade do gestor escolar conhecer os professores que atuam na educação básica, este estudo teve o objetivo de levantar que identidade docente o PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência) promove nos licenciandos que participam do programa. Para tanto, foi feita revisão bibliográfica na qual foram explorados estudos que trataram do impacto do PIBID na construção da identidade docente. Com o levantamento dos dados que esses trabalhos veiculam, constatou-se que o programa traz consequências que impactam na formação dos futuros professores e na construção da identidade docente, sendo elas: a condição de compreender a dimensão da prática associada à esfera da teoria e de entender a influência recíproca de uma em relação à outra; a possibilidade de ressignificar as crenças sobre ser professor; a confirmação da certeza no que concerne à escolha da profissão; a tomada de consciência da realidade da escola enquanto instituição; o reconhecimento dos desafios ligados à gestão escolar; a construção da autonomia para superar as dificuldades envolvidas na docência; a adoção de postura reflexiva; a capacidade para formular alternativas criativas, a fim de adequar-se às adversidades; o empoderamento, a partir do desenvolvimento da condição de resistir às dificuldades do trabalho. Portanto, conclui-se que o PIBID interfere positivamente na formação dos bolsistas/futuros professores, os quais se caracterizam por ser profissionais conscientes, autônomos, pesquisadores, seres da práxis e resilientes para encarar os desafios da docência. 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/739 A vitivinicultura brasileira e suas dificuldades com a concorrência dos vinhos estrangeiros 2019-12-09T19:41:37-02:00 Daltro Cella daltro_cella@yahoo.com.br Carolina Gomes Theodoro carolina.gomes.theodoro@gmail.com Paula Regina de Jesus Pinsetta Pavarina paula_pavarina@yahoo.com.br Guilherme Augusto Malagolli gmalagolli@uol.com <p>A vitivinicultura é uma atividade econômica e social que tem ligações com a sustentabilidade da pequena unidade de produção rural. O Brasil é um país que tem potencial de aumentar a produção, o consumo e a rentabilidade por meio do aprimoramento da qualidade do produto final. Este estudo objetiva apresentar um panorama do mercado de vinhos enfocando as dificuldades comerciais do vinho brasileiro. A metodologia utilizada para este trabalho foi uma revisão bibliográfica a respeito da vitivinicultura e uma pesquisa quali-quantitativa por meio da análise e interpretação de dados estatísticos sobre produção, consumo, importações e exportações do setor vinícola nacional e mundial. Os resultados da pesquisa demonstraram que o Rio Grande do Sul representa 90% da produção nacional de vinhos finos. Os principais produtores mundiais de vinho são a Itália, França e Espanha com mais de 50% do vinho do mundo. Os EUA é o país que mais consome vinhos no total, seguido pela França, Itália, Alemanha, China e o Reino Unido. Os maiores exportadores de vinho é a França (30%), Itália (20%), Espanha (9,4%) e Austrália (6,2%). Os países que mais importaram vinho em 2017 foram os EUA; o Reino Unido; a China e Alemanha. Conclui-se que além da concorrência dos vinhos importados, da legislação e sua burocracia e dos impostos, o vinho nacional tem que superar as condições ambientais e climáticas para melhorar a qualidade do produto nacional. Portanto, é um desafio para toda a cadeia produtiva e pelas políticas governamentais de estímulo a produção da vitivinicultura.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1026 Análise da produção científica sobre a Tuberculose em Portugal: Revisão Integrativa da literatura 2020-09-01T16:09:21-03:00 Giovanna Mendes da Silva Maia giovannamendes78@gmail.com Ana Luísa dos Santos alsantos@antrop.uc.pt Rogério Manuel Clemente Rodrigues rogerio@esenfc.pt Pedro Fredemir Palha palha@eerp.usp.br Ana Carolina Scarpel Moncaio carolina_scarpel@ufg.br <p>Em 2017, foram notificados 1741 casos de tuberculose em Portugal, dos quais 1607 são novos. Esses dados representam uma taxa de incidência estimada em 15,6 por 100.000 habitantes. Comparativamente ao início do milênio, que possuía taxa de incidência de 40%, estes resultados indicam uma evolução positiva do país no controle da tuberculose. O objetivo deste estudo foi analisar a produção científica sobre a tuberculose em Portugal. Trata-se de uma Revisão Integrativa da Literatura, com pesquisa de artigos atendendo a critérios pré-definidos, considerando o período temporal entre 2006 a 2017, acedidos por meio das bases de dados PubMed e CINAHL. Foram identificados 23 artigos cujos resultados são diversificados, fornecendo um panorama sobre a realidade nacional, especialmente no que concerne a prevalência de casos, fatores de risco e resultados do tratamento, multirresistência e testes de rastreio em profissionais de saúde. Os resultados podem ser úteis para a melhoria de medidas tanto dos programas de luta contra a tuberculose, quanto das outras esferas organizacionais responsáveis por fornecer ações de saúde.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/782 Conhecimento dos enfermeiros e uso escala de Braden em unidades de terapia intensiva: análise da produção científica brasileira 2019-10-30T16:18:20-03:00 João Victor Batista Cabral jvbcabral@gmail.com Lukas Mergulhão de Vasconcelos lukasmv7@hotmail.com Martha Maria de Oliveira marthaolliveira93@gmail.com <p>O objetivo deste estudo foi descrever o conhecimento dos enfermeiros relacionado ao uso da Escala de Braden em Unidade de Terapia Intensiva. Trata-se de uma revisão integrativa descritivo-exploratória, com pesquisa realizada na Biblioteca Virtual em Saúde no período de 2010 a 2017. Os resultados revelaram que a Escala de Braden é um dos instrumentos de avaliação do risco de Lesão por Pressão mais utilizado em Unidade de Terapia Intensiva, sendo objetivo de todos os estudos incluídos na amostra desta pesquisa, porém o conhecimento e uso da escala por enfermeiros ainda é marcado por divergências e heterogeneidade quanto, aplicação e avaliação. Conclui-se que o conhecimento dos enfermeiros sobre a Escala de Braden em Unidade de Terapia Intensiva ainda apresenta fragilidades, sendo considerada sensível e específica na avaliação preditiva, principalmente quando seu escore se aproxima dos valores de maior risco.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/694 Imunoterapia como nova perspectiva no tratamento de hipersensibilidade tipo 1 nas vias aéreas. 2020-08-12T17:55:50-03:00 JULIANA DA SILVA OLIVEIRA FACCIO jofaccio@uniara.edu.br VINÍCIUS SILVA PEREIRA vinicius-s.pereira@hotmail.com SAMANTA ROMÃO CORREA sa_rcorrea@hotmail.com HADASSA DA SILVA SANCHES GARCIA sancheshadassa@hotmail.com STEPHANY GAION CICCOTTI stegc.17@gmail.com RAFAEL BESSI CONSTANTINO rafael_bessi@hotmail.com ANDREZZA FURQUIM DA CRUZ andrezzafcruz@gmail.com <p>A alergia ou Hipersensibilidade do tipo I, é uma patologia de ocorrência mundial, diretamente ligada à genética, podendo acometer diversos órgãos e tecidos, sendo as mais frequentes na população a rinite e a asma. Esses dois tipos de alergias causam prejuízo na qualidade de vida podendo, em algumas situações, levar a problemas respiratórios fatais. Ao longo dos anos, essas alergias têm sido tratadas com anti-histamínicos e corticoides, porém ambos não trazem resultados definitivos e duradouros. A imunoterapia alérgeno-específica (AIT) tem sido usada como potente indutor de tolerância imunologica, melhorando ao longo de anos, a qualidade de vida de pacientes portadores de alergias respiratórias e prevenindo o avanço da rinite alérgica (RA). Assim, o presente estudo tem por objetivo revisar os mecanismos da Hipersensibilidade tipo 1, bem como, a eficácia, benefícios clínicos e segurança, e o processo de atuação imunológica da recém-descoberta imunoterapia sublingual (SLIT), comparados à subcutânea (SCIT) na asma e RA. Para tanto, foram utilizados como base artigos publicados entre 2005 e 2018, disponíveis no banco de dados PubMed e Scielo, assim como livros e revistas de Imunologia. Essa pesquisa permitiu concluir que a AIT é capaz de alterar o curso natural da doença, impedindo a progressão da RA e prevenindo a asma. Apesar de ainda haver controvérsias sobre os métodos de administração, a terapia por SLIT tem se mostrado mais vantajosa que a SCIT devido à facilidade de adesão ao tratamento, aumentando assim, a qualidade de vida dos pacientes.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/723 SÍNDROME DA APNEIA E HIPOPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO NA INFÂNCIA: ASPECTOS ODONTOLÓGICOS 2019-07-23T08:48:54-03:00 Pamella Marques Jaques SILVA nkpizzol@ig.com.br Christiane Cavalcante FEITOZA christiane.feitoza@iqb.ufal.br Ana Lúcia FRANCO-MICHELONI analu.franco@hotmail.com Karina Dela Coleta Pizzol nkpizzol@ig.com.br <p>A Síndrome da Apneia e Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) é caracterizada por uma interrupção na respiração durante o sono, reduzindo assim a quantidade de oxigênio no sangue. Os sintomas característicos da apneia na infância são respiração bucal, ronco noturno, movimentação intensa durante o sono, enurese/sudorese noturna, alterações cognitivas e comportamentais como déficit de atenção e hiperatividade, que podem gerar prejuízo do aprendizado e baixo rendimento escolar. Visando compreender melhor seus fatores etiológicos e os tratamentos mais indicados, o presente estudo teve como objetivo revisar a literatura publicada nos últimos 20 anos a respeito da SAHOS infantil. Os artigos revisados mostraram que a etiologia da SAHOS é considerada de caráter multifatorial e está associada principalmente com hipertrofia adenotonsilar, embora fatores anatômicos e funcionais predisponham à SAHOS na infância. A terapêutica da SAHOS pode variar de acordo com a sua gravidade, entre seguimento clínico, tratamento medicamentoso ou cirúrgico. No caso da SAHOS infantil, a adenotonsilectomia é considerada como padrão ouro no tratamento, promovendo melhora significativa em 80% dos casos, uma vez que soluciona problemas obstrutivos presentes na maioria das crianças portadoras de SAHOS. Em casos menos graves, o uso de corticosteróide tópico por tempo prolongado (superior à 6 semanas) pode melhorar consideravelmente os sintomas da SAHOS pela redução da hipertrofia das tonsilas. O cirurgião dentista, em especial o ortodontista e o odontopediatra, são fundamentais na identificação precoce de sítios obstrutivos faríngeos, na avaliação e tratamento ortopédico das desarmonias maxilomandibulares decorrentes da SAHOS.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1021 Zonas de processamento de exportação (ZPE): condições de implementação na China e no México 2020-08-17T15:33:00-03:00 Rogério de Jesus Ribeiro rjribeiro81@gmail.com Vera Mariza Henriques de Miranda Costa verammcosta@uol.com.br Ethel Cristina Chiari da Silva e-chiari@uol.com.br Mario Sacomano Neto sacomanoneto@gmail.com <div><p>As Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) são aglomerações industriais, estruturadas visando atrair investimentos estrangeiros e desenvolver regiões, por meio da geração de divisas, especialização da indústria e aumento das exportações. China e México optaram pela criação de ZPEs e têm motivado diversos países a formularem propostas para implementação desse tipo de aglomeração. No Brasil, dos anos 1990 até 2019 foram criadas 25 ZPEs, visando o desenvolvimento de diversas regiões do país, mas apenas a unidade em Pecém-CE deu início a suas atividades. Neste contexto, este artigo tem por objetivo descrever, a partir de levantamento bibliográfico, as experiências de implementação de duas ZPEs - China e México – colocando em evidência as especificidades e peculiaridades desses dois casos. Destacaram-se como fatores positivos, para a implementação das ZPEs nesses dois países, além de condições geográficas e socioeconômicas: capacidade do Estado em articular políticas favoráveis; empreendedorismo interno; combinação de estratégias relacionadas a custos de produção e vantagens locacionais; infraestrutura logística e planejamento estratégico. Portanto, apenas desejos e planos de países e regiões de criação de ZPE’s não garantem a implementação desse tipo de projeto.</p></div> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/764 Efficacy and safety of innovative sunscreen (e) -4- (tert-butyl) -n '- ((e) -3- (4-methoxyphenyl) allylidene) benzidrazida (TBMAB) 2019-09-23T17:18:37-03:00 Mauricio Alexandre Reis Junior veraisaac@fcfar.unesp.br Bruna Santa Rosa contatobrunasr@gmail.com.br Juliana de Santana Reis veraisaac@fcfar.unesp.br Marcos Antônio Corrêa correama@fcfar.unesp.br Bruna Galdorfini Chiari-Andréo veraisaac@fcfar.unesp.br Jean Leandro dos Santos santosjl@fcfar.unesp.br Vera Lucia Borges Isaac veraisaac@fcfar.unesp.br <p>A exposição constante e/ou repetida e desprotegida à radiação solar pode resultar no aparecimento de vários efeitos nocivos, como inflamação, mutação genética e hiperpigmentação, mesmo que o fotoenvelhecimento. O uso de formulações fotoprotetoras é uma das ferramentas mais eficazes para evitar isso. No entanto, a maioria dos filtros UV é instável à radiação UV, pode até permear a pele e causar efeitos hepatotóxicos. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia e a segurança de uma substância protetora solar inovadora (E) -4- (<em>terc</em>-butil) -N '- ((E) -3- (4-metoxifenil) alilideno) benzidrazida. <strong>Métodos:</strong> A formulação de filtro solar contendo a substância inovadora foi submetida a várias condições de estresse: 45 ± 2°C, 5 ± 2°C e exposição à luz solar. Essas amostras foram avaliadas em relação à sua reologia, pH, viscosidade, densidade e FPS para determinar sua estabilidade. A avaliação da liberação de TBMAB à partir da formulação foi realizada em equipamentos Microette. As células de hepatoma (HepG2) foram usadas para determinar a citotoxicidade do TBMAB. <strong>Resultados e Discussão:</strong> No estudo de estabilidade, não foram observadas alterações significativas na formulação. A concentração máxima de TBMAB liberada a partir da formulação foi de 3.63 µg.cm<sup>-2</sup>. Também ficou evidente o efeito citotóxico nas concentrações bem acima de 3.63 µg.cm<sup>-2</sup>, demonstrando a segurança dessa substância, considerando as células HepG2. <strong>Conclusão:</strong> Esses resultados demonstram que o TBMAB é uma substância inovadora adequada para ser usada na fotoproteção, exibindo estabilidade, valor desejado de SPF e segurança, considerando as células HepG2. Assim, poderia ser uma nova alternativa para prevenir o câncer de pele.</p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/763 A vigilância da qualidade de medicamentos: análise de genfibrozila 2019-09-23T11:09:49-03:00 Márcia Lombardo marcia.lombardo@ial.sp.gov.br Jaqueline Kalleian Eserian jaqueline.eserian@ial.sp.gov.br A qualidade de medicamentos é um requisito determinante da eficácia e da segurança do tratamento. Os Programas governamentais destinados ao monitoramento da qualidade de medicamentos visam detectar problemas nos produtos oferecidos à população, a fim de prevenir agravos à saúde. Este trabalho teve como objetivo analisar a qualidade de comprimidos de genfibrozila 600 mg, um antilipêmico da classe dos fibratos. Medicamentos genéricos provenientes de cinco fabricantes diferentes foram avaliados quanto a parâmetros técnicos e físico-químicos. Os ensaios compreenderam análise de rotulagem, aspecto, variação de peso, identificação de genfibrozila, teor de genfibrozila, uniformidade de doses unitárias e dissolução, com base em compêndios oficiais e documentos normativos. Técnicas de cromatografia líquida de alta eficiência e espectrofotometria no ultravioleta foram utilizadas para quantificar a genfibrozila. Verificou-se que os produtos apresentaram resultados satisfatórios para todos os parâmetros de qualidade avaliados. Tais resultados são importantes para auxiliar as ações de Vigilância Sanitária, bem como qualificar fornecedores do Sistema Único de Saúde. 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/708 Estudo da associação entre padrão mastigatório, simetria facial, disfunção temporomandibular e postura corporal 2019-06-27T14:57:10-03:00 Renata Michele Castilho nkpizzol@ig.com.br Giovanna Monteiro do Pinho Orlando nkpizzol@ig.com.br Gabriela de Oliveira Teixeira nkpizzol@ig.com.br Andrea Carrascosa nkpizzol@ig.com.br Ana Lúcia Franco-Micheloni analu.franco@hotmail.com Karina Dela Coleta Pizzol nkpizzol@ig.com.br Nadia Lunardi nadialunardi@yahoo.com.br <p>Este estudo teve como objetivo estudar a associação do padrão mastigatório com simetria facial, disfunção temporomandibular e postura corporal. Foram selecionados 40 alunos de graduação e pós graduação do curso de Odontologia da Universidade de Araraquara-UNIARA, de ambos os gêneros, com idade entre 18 e 30 anos. Os critérios de inclusão foram: oclusão normal, bom estado de saúde geral, ausência de patologias crônicas como fibromialgia e artrite, ausência de discrepâncias esqueléticas, boa saúde periodontal e dentária. Os participantes foram submetidos à avaliação do padrão mastigatório, da postura de ombros e cabeça, análise da simetria facial, análise funcional da oclusão e verificação da presença de disfunção temporomandibular (DTM). A identificação do padrão mastigatório foi realizada por três examinadores devidamente treinados, utilizando o método da observação direta associada à imagens de vídeo. Foram registrados em uma ficha clínica os seguintes itens: lateralidade (guia canino ou função em grupo) e ângulo funcional mastigatório de Planas (AFMP). Para análise da DTM foi utilizado o RCD∕TMD (Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders). As avaliações de postura de ombros e da simetria facial foram realizadas por meio de fotografias utilizando-se o programa Image J (National Institutes of Health, Bethesda, USA). Os resultados obtidos mostraram que 15 indivíduos apresentaram mastigação unilateral e 25 mastigação bilateral. Foi encontrada forte correlação entre o padrão mastigatório e a postura de ombro (CC (coeficiente de contingência)= 0,510), de cabeça (CC=0,673) e também com o AFMP (CC=0,747). Os diagnósticos de desarranjos de disco (p=0,0378) e desvio da linha média (p=0,0111) apresentaram diferença estatística nas frequências relatadas entre os grupos, sendo o padrão “normal” mais frequente nos pacientes com mastigação bilateral. Diante dos resultados, foi possível concluir que a mastigação unilateral apresenta uma associação com a presença de sinais e sintomas da DTM, com desvios na linha média e com alterações na postura de ombro, cabeça e AFMP.<strong></strong></p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/918 Bone aging and functional capacity of smokers 2020-07-19T18:21:01-03:00 Anselmo Cordeiro de Souza anselmo.vivamelhor@hotmail.com Noemi Pereira dos Santos noemisantos16@hotmail.com Izabel Maria de Oliveira izabel.phisio@gmail.com Monica Karla Vojta Miranda monicavojta@hotmail.com Mirian Dias Moreira e Silva midiasjf@yahoo.com.br Natalice Oliveira Cerqueira natalicenice@hotmail.com Sabrina Clares de Almeida sabrina.igt@hotmail.com Elias Ferreira Porto eliasfporto@gmail.com <p><strong>Objetivo:</strong> avaliar o conteúdo e densidade mineral óssea relacionada a capacidade funcional de tabagistas.<strong> Método: </strong> trata-se de estudo transversal, de métodos e procedimentos próprios da pesquisa epidemiológica descritiva e de abordagem quantitativa. A pesquisa realizou-se em um Centro de Referência em Reabilitação e Assistência à Saúde no município de São Paulo. Aplicou-se um questionário sociodemográfico e fatores relacionados, o instrumento Fagerström de avaliação da dependência nicotínica e o teste de caminhada de seis minutos para avaliação da capacidade funcional. Realizou-se Absortometria Radiológica de Raio X de Dupla Energia – de coluna lombar, colo do fêmur e fêmur total. <strong>Resultados:</strong> avaliaram-se 24 tabagistas com idade entre 45 e 75 anos, de ambos os sexos, idade média de 58,6±5,9 anos, Índice de Massa Corporal médio de 26,7±3,4, a maioria do sexo feminino 16 (66%). Grau de dependência nicotínica prevalente baixa. Houve ainda significante associação entre massa óssea e capacidade funcional entre mulheres tabagistas. <strong>Conclusão:</strong> houve significante associação entre massa óssea e capacidade funcional entre tabagistas do sexo feminino. Torna-se desejável os prestadores de cuidados de saúde no contexto clínico da reabilitação, empregar sistemas que assegurem abordar outras comorbidades coocorrentes, tais como o tabagismo.</p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1022 Características cinemáticas da marcha em indivíduos com instabilidade anterior do joelho 2020-08-13T13:38:28-03:00 Eduardo Moreno Judice de Mattos Farina eduardofarina61@gmail.com Lucas Pereira Sarmento lucas.psarmento@gmail.com Luiz Augusto Mariz Gomes mgomes.la@gmail.com Fabrício Nascimento Almeida fabricionalmeida@hotmail.com Saulo Gomes de Oliveira saulo.goliveira@hotmail.com <p class="TtuloA"><span lang="PT">Objetivo: </span><span lang="PT">Verificar alterações na análise dos padrões computadorizados da marcha em pacientes com instabilidade anterior do joelho, comparando com pacientes sem instabilidade articular. </span><span lang="PT">Material e métodos: </span><span lang="PT">Vinte e sete pacientes diagnosticados com lesão do Ligamento Cruzado Anterior (LCA) do joelho (Grupo Instabilidade) e 20 indivíduos assintomáticos (Grupo Controle) foram submetidos à avaliação cinemática tridimensional da marcha. Foram comparadas a angulação média do quadril e joelho em quatro subfases, bem como as médias das angulações do quadril, joelho e tornozelo em toda a fase de apoio e balanço. </span><span lang="PT">Resultados</span><span lang="PT">: Observadas maiores médias de abdução do quadril, flexão e varo do joelho na subfase de contato inicial, maiores médias de flexão e varo do joelho no apoio médio, maiores médias de flexão do quadril e varo do joelho no balanço médio no Grupo Instabilidade. Em média, em toda a fase de apoio, maior flexão do quadril, maior varo e menor rotação interna do joelho, e maiores dorsiflexão e eversão do tornozelo no Grupo Instabilidade. Por sua vez, em toda a fase de balanço, maiores médias de flexão do quadril, maiores flexão, varo e rotação externa do joelho, e menores de flexão plantar e varo do tornozelo, no Grupo Instabilidade.</span><span lang="PT">Conclusão</span><span lang="PT">: Foram encontradas, no Grupo Instabilidade, alterações nos padrões computadorizados da marcha nos três planos espaciais, com a presença de um padrão de anulação do quadríceps, aumento do momento adutor e da rotação externa do joelho, que podem contribuir para a degeneração articular a médio e longo prazo.</span></p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/926 Exploring the staphylococcus aureus in patients infected of the tertiary-care university hospital: results of the retrospective cohort study 2020-09-10T11:14:42-03:00 Maria Clara Bisaio Quillici mariaclarabq@gmail.com Claudete Freitas claudetfreitas@yahoo.com.br Cristiane Silveira de Brito cristianebrito_bio@yahoo.com.br Iara Rossi Gonçalves iara_rossi@hotmail.com Lizandra Ferreira de Almeida e Borges lizandraborges@ufu.br Melina Lorraine Ferreira melina_mlf@hotmail.com Paola Amaral de Campos pa.camposs@hotmail.com Rosineide Marques Ribas rosi_ribas@yahoo.com.br Juliana Pena Porto ju-nana@hotmail.com <p><strong>Objective: </strong>To establish a baseline of knowledge regarding about inappropriate therapy, virulence and resistance in a cohort of patients infected with <em>S. aureus. </em><strong>Methods: </strong>Retrospective cohort study in tertiary-care university hospital was employed to evaluate the risk factors and the impact of inappropriate therapy among patients with <em>Staphylococcus aureus </em>infections, resistance and virulence. To assess the presence of the genes was performed PCR. <strong>Results: </strong>Patients with MRSA were older and hospitalized 17 days longer than those with MSSA infection, which were in ICU with a bloodstream infection. 50.0% received inadequate antibiotic therapy and we found virulence factors associated with MRSA (<em>mec</em>A, <em>Luk</em>S, <em>fnb</em>B and <em>clf</em>A genes). <strong>Conclusion: </strong>These data show that surveillance studies related to <em>Staphylococcus aureus </em>infections remain essential to identify resistance and inform policy on resistance.</p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/932 Plantas medicinais: cultivo e conhecimento pela população urbana de Santa Helena/PR 2020-04-15T22:57:46-03:00 Juliane Goularte julygoularte@hotmail.com Natiely Quevedo dos Santos natielyquevedo@gmail.com Ana Regina Dahlem Ziech anaziech@utfpr.edu.br <span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">Considerando </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">a importância das plantas medicinais e seu histórico de utilização ao longo do tempo, perpetuando culturalmente </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ao </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">decorrer de gerações, tornam-se necessári</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">as</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">investigações</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> a respeito de sua influência e utilização pela população nos dias atuais. </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">A</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ssim,</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> objetivou-se</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">realiza</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">r</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> um levantamento </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">sobre o</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> cultivo doméstico e conhecimento popular sobre as plantas medicinais no município de Santa Helena</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">/</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">PR</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">. Para tal, foi </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">utiliza</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">do</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> c</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">omo instrumento de obtenção dos dados</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">,</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> um questionário composto por questões abertas e fechadas, aplicado de forma oral, </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">buscando caracterizar o</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> público participante, </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">com</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> coleta de dados pessoais e levantamento de informações </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">sobre </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">cultivo doméstico de espécies medicinais na</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">s</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> residências, assim como, a apuração da utilização e conhecimento popular sobre </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">elas</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">. Após </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">análise</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> dos dados,</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">constat</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ou-se</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> que 98% dos entrevistados afirmam </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">utiliz</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ar plantas medicinais no seu cotidiano</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">. Dentre as formas de uso, </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">4</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">0</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">% </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">relatam a</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> preparação de chás por decocção</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">, </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">sendo </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">a</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> principa</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">l</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> forma</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> utilizada pela</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> população local. Sobre a origem do conhecimento da utilização das plantas medicinais, 87% afirmam </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ser</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> oriunda dos pais, avós e bisavós. Entre os entrevistados, 57% cultivam plantas medicinais </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">em suas residências, </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">a maioria possui de d</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ois</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> a cinco </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">tipos de plantas</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">, sendo citadas </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ao total </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">14</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> tipos</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">diferentes </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">de ervas</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">. </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">M</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">uitos dos entrevistados utilizam e acreditam no poder das plantas medicinais,</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> todavia a população apresenta diferentes níveis de percepção sobre as definições do que são plantas medicinais e as finalidades de uso,</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="auto"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">ressaltando a </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">necessidade de programas, palestras e oficinas voltados a divulgar conhecimentos </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">e</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> </span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">alerta</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">r</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> para a prevenção d</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0">o</span></span><span class="TextRun SCXW36053099 BCX0" lang="PT-BR" xml:lang="PT-BR" data-contrast="none"><span class="NormalTextRun SCXW36053099 BCX0"> uso inadequado e possíveis efeitos colaterais.</span></span> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/891 Indicadores higiênicos sanitários em queijos do tipo minas frescal na cidade de Uberlândia-MG 2020-03-11T14:18:40-03:00 Helisângela de Almeida Silva helisangelaa@yahoo.com.br Ana Carolina Marques Ferreira nutriana94@hotmail.com <p class="paragraph"><span class="normaltextrun">O queijo tipo Minas Frescal se enquadra em um dos mais consumidos, devido ao custo benefício oferecido aos consumidores<span>. Levando em consideração o alto consumo na região e o elevado risco de contaminação do mesmo foi realizado o presente estudo a fim de analisar os produtos que estão dispostos à venda e identificar se há diferenças na qualidade microbiológica entre os queijos de produção artesanal e os de produção industrial. </span>Foram analisadas 10 amostras de queijo minas frescal na cidade de Uberlândia-MG, sendo que 5 eram de produção artesanal e as outras 5 de produção industrial. Para a análise, foram realizadas as contagens de mesófilos, <em>Staphylococcus</em> coagulase positiva, coliformes totais e termotolerantes, avaliação da presença de <em>Salmonella</em> spp. e identificação de bactérias da família Enterobacteriaceae. <span>De um modo geral, as amostras de produção industrial tiveram resultados melhores que o outro grupo, pois todas de produção artesanal estavam inadequadas em relação aos mesófilos. Além disso, três amostras deste grupo estavam com <em>Coliformes </em>a 45ºC e duas com <em>Staphylococcus </em>coagulas<em>e </em>positivo acima do que é preconizado e uma com a presença de <em>Salmonella</em> spp. As principais bactérias encontradas foram: <em>Serratia</em> spp., <em>Hafnia </em>spp.,<em> Enterobacter</em> spp. e <em>Klebsiella</em>. Das amostras envolvidas no estudo 90% estavam inapropriadas para o consumo, sendo que a única amostra adequada é de produção industrial.</span></span></p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/731 Atividade antifúngica do alho (allium sativum) sobre candida albicans 2019-08-05T15:23:24-03:00 Juliana Leal Monteiro da Silva julemonte@gmail.com Gabriela Maria Caetano gabicaetano.m@hotmail.com Giovana Aparecida Garcia giovanag.garcia@gmail.com Tauana Brizolari Gonçalves ta.uana_@hotmail.com <p>A Candidíase é uma das micoses oportunistas mais comuns da atualidade, devido a sua alta frequência em acometer pessoas imunologicamente comprometidas. <em>Candida albicans</em> é a principal espécie envolvida nas infecções, causando cerca de 60% das manifestações clínicas, que podem variar desde uma infecção localizada de mucosas, até uma doença disseminada, potencialmente fatal. O uso excessivo de fármacos convencionais para o tratamento dessa doença, propicia o surgimento de leveduras resistentes sendo assim, há necessidade de descobrir tratamentos alternativos que sejam eficazes contra o fungo e minimizem os efeitos colaterais. O presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antifúngica <em>“in vitro” </em>do alho, sobre amostra de <em>Candida albicans </em>(ATCC 90028), através de técnica de difusão em ágar e através de análises morfológicas. Foram testadas para isso a ação do alho cortado<em> </em>em lascas, um extrato concentrado de alho e o extrato embebido em papel filtro. Pela técnica de difusão em ágar, todas as variáveis testadas tiveram efeito inibitório sobre a <em>C. albicans</em>, quando comparados com o controle utilizando apenas salina. Com relação aos estudos morfológicos, quando acrescentado o extrato de alho no meio ágar fubá, não houve formação de clamidósporos terminais pela levedura, e quando o extrato foi incubado com soro para induzir a formação de tubos germinativos, também teve efeito inibitório, além de ter ação fungicida quando semeado em ágar Sabouraud, após essa incubação. Sendo assim, o alho (<em>Allium sattivum)</em> teve um efeito antifúngico em todos os testes realizados, inibindo o crescimento e filamentação de <em>Candida albicans.</em></p> 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/920 Perfil químico da cera cuticular, betume e pólen de duas espécies de abelhas sem ferrão: tetragonisca weyrauchi (jati) e a tetragonisca angustula (jataí) nativas do estado do Acre 2020-04-04T21:21:53-03:00 Ludimila Klippel Aguiar luuudimila@gmail.com Kennedy Lima da Silva kennedy.lima00@gmail.com Carlos Eduardo Garção de Carvalho carlosgarcao.ufac@gmail.com Rogerio Antonio Sartori rogeriophd@gmail.com Delcio Dias Marques delciomarques@globo.com Os meliponíneos são abelhas sociais da classe dos insetos de ampla diversidade de espécies, do grupo de abelhas indígenas sem ferrão, que produzem mel. Apesar de importância ecológica e medicinal das abelhas da tribo Meliponinae, raros são os estudos na caracterização do perfil químico que estas espécies produzem em suas colmeias. Neste sentido, foram estudados o perfil químico da cera cuticular das abelhas, betume (cera) e pólen de duas espécies: <em>Tetragonisca weyrauchi</em> (Schwarz,1943), conhecida por Jati, coletada no campus de Rio Branco da Universidade Federal do Acre, e da <em>Tetragonisca angustula</em> (Latreille, 1811), Jataí, coletada no município de Acrelândia, Acre. No laboratório de química foi processada a extração com hexano da cera cuticular dos insetos sacrificados, o pólen manualmente e o betume em estufa à temperatura de 80ºC. O perfil químico foi realizado utilizando cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas (CG/EM) e espectroscopia na região do infravermelho (IV). As análises revelaram a presença de hidrocarbonetos lineares de cadeia longa como heptacosano (C27), nonacosano (C29), hentriacontano (31) e tritriacontano (C33), ésteres metílicos e etílicos como o hexadecanoato de metila e hexadecanoato de etila e triterpenos pentacíclicos como <em>β</em>-amirina, <em>α</em>-amirina e seus acetilados, lupeol, acetato de lupeol e a lupenona. Destaques no perfil químico foram observados na espécie Jati, com a identificação de ésteres etílicos como o palmitato de etila (11,16) e docosanoato de etila (2,13) presente no pólen, e o acetato de lupeol presente somente na cera cuticular da espécie Jataí. 2021-01-10T00:00:00-02:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/1057 Perfil fitoquímico de extratos etanólicos e metanólicos do Croton blanchetianus 2020-08-10T13:22:56-03:00 Antonia Isabelly Silva isabellybezerra22@gmail.com Geovan Sá-Filho geovan.sa@hotmail.com Lucidio Oliveira lucidioclebeson@hotmail.com Fausto Guzen faustoguzen@uern.br José Cavalcanti rodolfolopes@uern.br Jeferson Cavalcante jsc@cb.ufrn.br O Brasil é considerado o país com a maior biodiversidade do mundo e um dos seus biomas, a Caatinga, possui elevada heterogeneidade vegetacional e endemismo, o que torna esse ambiente de extrema importância biológica. Apesar de ser um bioma onde o estudo das plantas medicinais é bastante explorada, a Caatinga ainda possui muitas espécies de plantas que não foram devidamente analisadas, entre essas espécies existem o Croton blanchetianus, conhecido popularmente como marmeleiro-do-mato, com informações acerca de suas propriedades medicinas ainda com lacunas. Sendo assim, o objetivo desse estudo foi analisar a composição fitoquímica dos extratos etanólicos e metanólicos das folhas e raízes do Marmeleiro (Croton blanchetianus). A pesquisa foi de natureza qualitativa e de caráter experimental. A coleta da espécie foi no Sítio Chafariz, zona rural da cidade de Mossoró- RN, onde foram coletadas as raízes e folhas da planta. Após a identificação da espécie foram aplicadas técnicas de farmacognosia e bioprospecção, para possibilitar a obtenção dos extratos, onde em seguida foram realizadas as análises fitoquímicas dos extratos. Por meio da triagem fitoquímica, pôde-se observar reações colorimétricas sugestivas de alcaloides, saponinas, quinonas e compostos fenólicos, especificamente, taninos e cumarinas. Não foi possível identificar flavonoides em nenhum dos extratos. Essas substâncias presentes nos extratos do marmeleiro, indicam uma possível presença de propriedades terapêuticas relativo à planta, sendo necessários estudos mais aprofundados sobre o Croton blanchetianus. 2021-03-01T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar https://www.revistarebram.com/index.php/revistauniara/article/view/814 Uso dos biomarcadores plasmáticos na otimização do diagnóstico precoce do Alzheimer 2020-07-19T21:17:41-03:00 Mirella Alencar de Oliveira mirella_alencar_@hotmail.com Jânio Cipriano Rolim janio_rolim@hotmail.com Tiago Bezerra de Sá de Sousa Nogueira tiagobssn@gmail.com Milena Nunes Alves de Sousa minualsa@hotmail.com Lucíola Abílio Diniz Melquiades de Medeiros Rolim luciolaabilio@fiponline.edu.br <p><strong>Objetivo</strong>: Avaliar a eficácia do uso de biomarcadores plasmáticos no diagnóstico precoce do Alzheimer. <strong>Metodologia</strong>: O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa da literatura, em que foram realizadas buscas, no período de outubro de 2019, por publicações nas base de dados <em>U.S. National Library of Medicine and the National Institutes Health</em> (PubMed) e na <em>Scientific Electronic Library Online</em> (SciELO) nos últimos 5 anos. Os descritores empregados para a seleção dos estudos, obtidos junto aos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS), foram: Alzheimer AND Biomarcadores plasmáticos AND Diagnóstico precoce. <strong>Resultados</strong>: Foram selecionados 19 artigos após aplicados os critérios de inclusão e exclusão. Após a categorização e análise das publicações, foi identificado que 100% (n=19) dos artigos foram publicados em inglês, 36,8% (n=7) foram publicados em 2018 e 42,10% (n=8) abordavam a temática dos biomarcadores proteicos. <strong>Conclusão</strong>: Os biomarcadores plasmáticos são eficazes no diagnóstico precoce do Alzheimer, possibilitando um tratamento antecipado e mais eficiente no retardo da progressão dos sintomas. O uso combinado dos biomarcadores pode representar a melhor abordagem de rastreio, uma vez que teriam uma alta acurácia.</p> 2021-04-22T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2021 Revista Brasileira Multidisciplinar