Avaliação Laboratorial de Anticorpos Contra o Vírus da Hepatite C em Voluntários Imunizados contra a Hepatite B

Elaine Cristina de Santana Garcia, Renata Dellalibera- Joviliano

Resumo


Considerando que (1) após a imunização contra o HBV é possível detectarmos níveis séricos de anti-HBc e anti-HBSag, (2) a infecção pelo HBV ocorre, principalmente, através de contato sexual, sendo mais freqüentemente associada com os vírus das hepatites tipos A, B, C e Delta com evolução para doenças hepática crônica e (3) a definição do agente infeccioso responsável pela hepatite C (diagnóstico etiológico) é dada através da investigação do marcador sorológico Anti-HCV, este trabalho apresentou como objetivo investigar, através de ensaio de ELISA, a possível reação cruzada de anticorpos contra o vírus da Hepatite C em voluntários imunizados contra a Hepatite B. Assim, neste estudo, selecionamos 20 voluntários (ambos os sexos) imunizados contra o vírus da hepatite B e que relataram não serem portadores do vírus da hepatite C. Em amostras de soro, foi realizada, através de ensaio imunoenzimático (ELISA), a pesquisa de anticorpos IgM contra o vírus da hepatite C. A análise laboratorial revelou que todos os voluntários selecionados não foram capazes de produzir anticorpos contra o vírus da hepatite C quando submetidos à imunização contra o vírus da hepatite B. Este estudo mostra que a imunização contra o vírus da hepatite B realizada na Rede Pública de Saúde é, exclusivamente, capaz de produzir resposta imune humoral somente contra este agente viral e não permite a estimulação de anticorpos inespecíficos.

Palavras-chave


Hepatite B, Hepatite C, Imunização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2006.v10i2.245

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340