Percepção Ambiental e Áreas Verdes: O Caso do Parque Municipal Jardim Botânico em Sinop/Mt, Brasil

Sinovia Cecilia Rauber, Germano Guarim Neto

Resumo


A presente pesquisa tem por objetivo estudar a percepção ambiental de um grupo de moradores de dois bairros do entorno ao Parque Municipal Jardim Botânico em Sinop/MT, revelando a relação destes com a área bem como o seu envolvimento na proposição de alternativas para a conservação do parque. Para isso foi realizado um estudo sobre o Parque Municipal Jardim Botânico, sendo realizada pesquisa documental nos órgãos públicos; visitas in loco para descrição da área; entrevistas semiestruturadas junto a um grupo de moradores de dois bairros do entorno, o Jardim Celeste e o Jardim Botânico. A presença da fauna, flora e das nascentes que formam o Ribeirão Nilza, no interior do parque, indicam a necessidade de sua conservação, sendo a área apresentada pelos moradores como importante para o microclima local, turismo, preservação da biodiversidade e também para realização de pesquisas, contribuindo significativamente para a qualidade de vida da população. Nesse sentido, é importante pensar um novo cenário de mobilização social que vise à participação, propiciando o sentimento de pertencimento da população ao que concebem como meio ambiente, suscitando uma gestão participativa por meio da Educação Ambiental.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Áreas verdes; População.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25061/2527-2675/ReBraM/2011.v14i2.109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Brasileira Multidisciplinar-ReBraM (e-ISSN: 2527-2675)

Rua Carlos Gomes, 1338, Centro / Araraquara-SP / Brasil / CEP 14801-340